sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

NOITE MÁGICA!


Quando eu era pequeno e as árvores de Natal eram grandes, olhava embevecido para todas aquelas luzes brilhando e sonhava, enquanto que lá fora o vento uivava a sua fúria desatinada e as bátegas e os flocos se esmagavam, contra os vidros da janela. Muitas vezes pensava, onde estava esse menino que tantas prendinhas enviava? Queria conhecê-lo, brincar com ele e ali ficava à espera,à espera que esse Pai Natal chegasse, para lhe perguntar, onde esse Menino morava.
Mas sempre que o Pai Natal vinha, trazendo-me as suas prendinhas, eu estava sossegado dentro do meu sono e nunca consegui perguntar-lhe.
Mas a vida fez-me crescer e agora as arvores de natal já não são grandes. Olho para ela de outra maneira, as luzes já não me despertam a curiosidade, agora sei porque aprendi e os meus passos outrora trôpegos, são agora confiantes. Olho os presentes com um sorriso, mas o meu pensamento está longe. Agora amo, enquanto outros brincam e alguém entrou na minha vida e esse sim, foi o meu melhor presente.
Agora já sou grande e a árvore pequenina. Já não penso nas suas luzes, já não penso nesse alguém, agora ao meu lado tenho três rostos lindos, que olham essa árvore que é grande, com olhos embevecidos e sonhadores, vendo essas luzes piscantes e multicoloridas, enquanto que lá fora o vento uiva sua fúria desatinada, as bátegas e os flocos se esmagam, nos vidros da janela...
Muitas vezes penso, onde está esse menino que tantas prendinhas enviava? Pois é aí nesse sonho, que tudo é belo,inocente, perfeito e fantástico...
Mesmo agora, continuo a sonhar com essa magia, que é a Noite e o Dia de Natal.


jorge d'alte