sábado, 9 de abril de 2011

...IMAGINA

...Imagina um corpo recortado na penumbra, cheio de linhas douradas do contra luz. Lança a tua fantasia no ar, retém a respiração por um momento, imagina o sorriso que não tem, o olhar que não vês, a vida que não sentes...deixa a tua imaginação voar ao encontro do desejo, deixa a emoção que te bate à porta fazer parte do teu peito...sente esses lábios que não são, percorrer teu corpo como passos na escuridão...deixa-os subir esses degraus até á tua mente, deixa-os enchê-la como balão prenhe dessa musica que a cada golfada sobe, sobe...deixa que rebente nesse cumulo...apanha esses farrapos de borracha que caiem, que esticam a nossa pele no auge do que se sente... imagina-te a voar num céu escuro onde não há estrelas só tu, imagina então...que deste vida a essa recordação e que ela está ali sorridente como sempre, com a luz viva do seu olhar, com a vida a pulsar nesse bater, procura nos seus lábios o teu desejo, a emoção que te enche o peito, abraça-a com todo o teu sentir, chama seu nome e vive!

Jorge d'alte