domingo, 15 de maio de 2011

...POIS

...Pois foi assim que tudo começou!

" Desabotoou-me o casaco, despiu-me e massajou-me a nuca.Fechei os olhos e senti a tensão começar-se a dissolver sob a suave pressão dos seus dedos. tirou-me a gravata e depois foi a vez da camisa. Empurrou-me para trás e começou a desabotoar-me o cinto.Deixei-a prosseguir até ao fim. Senti-a levantar-se, ouvi o roçagar do tecido, entreabri os olhos e vi-a nua e sorridente.
- não te mexas!
Fechei outra vez os olhos e afastei todos os pensamentos do espírito.
O tempo passou em círculos lentos e indolentes até tudo se dissolver numa espiral explosiva que nos deixou ofegantes.
Em cima da mesa o telemóvel começou a tocar...
Estendi o braço para pegar...o beijo colheu o meu gesto.
A água corria erótica sobre peles esticadas, sensuais e dadas".


jorge d'alte


Jorge d'alte