terça-feira, 6 de julho de 2010

Amiga!


Ontem nadei contigo a meu lado.
Cortamos as ondas e dividimos a espuma e ficamos sentados nesse fundo vendo os nossos sentimentos como bolhinhas subirem até à tona onde rebentavam espalhando-se no que nos rodeava.
Tudo começou na crista do sonho quando a alma adormeçe e nada a acorda.
Aí a verdade somos nós que a fazemos criando como génio a perfeição. Tu és como eu queria e eu sou como tu me queres e o sonho "pink" começa.
Neste nadar lado a lado pudemos interiorizar que o valor da amizade que nos une é muito mais que um simples sonho ou teclar.
De certa forma compreendemo-nos temos o nosso espaço as nossas diferenças os nossos cantos de refugio mas as palavras fazem frases que se transformam em idéias mensagens ajuda e aí nos revemos dando ânimo ao nosso sentimento e tudo o que dizemos ou fazemos é em prol daqueles de quem gostamos. Damos sem pedir pois sabemos que se um dia necessitar-mos eles também lá estarão conosco.
Agora numa última braçada as mãos se deram apertadas formaram neste mar imenso um elo onde as ondas que batem se quebram compreendendo que enquanto estiverem unidas nada mesmo nada conseguirá separá-las e destruí-las.

jorge d'Alte